Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

Eu dou cartão vermelho

A Menininha, do Íntimo e pessoal, me passou um meme bacaninha criado pelo Bruno e baseado no festival de cartão vermelho que o Suplicy distribuiu semana passada no Senado. Particularmente, eu acho... opa, deixa isso pros meus cartões vermelhos! rsrs
Bom, a brincadeira é a seguinte, eu preciso fazer uma listinha de 10 coisas/pessoas/situações e afins pra quem dou cartão vermelho.
Depois, passo a bola - bem futebol isso... tinha que ter sido criado por um piá! - para outros cinco blogueiros/árbitros.
Vamos lá!
Meus cartões vermelhos vão para:
1º) Pra Amil que, vencido o contrato com o sindicato dos servidores públicos de Foz, rescindiu o mesmo alegando prejuízo no negócio. Agora tem um monte de gente correndo atrás de outros planos - including me! Os mais lesados, quem está em tratamento ou coisa parecida, procurou ajuda no Procon.
2º) Pro PT e seu bando. Nunca dei corda pra esse povo, nunca votei neles e fico feliz por isso ao ver o quão podres se tornaram quando chegaram ao poder. O Suplicy…

Notícias do auto-exílio (2)

Noite de sábado, no trabalho...

***
A semana correu bem, mesmo que cheia de indefinições: ainda não encontrei escola pro estágio. Mandei email para uma professora de Espanhol com quem fiz estágio de observação ano passado - dois, na verdade - mas ela não respondeu; vou dar uma de "Maria-sem-braço" e vou na escola segunda-feira cedo. PRECISO definir isso urgentemente!!

Atualizado à 01h20 (tô esperando um brigadeirão assar...): Recebi email da professora de Espanhol agora à noite: ela pede pr'eu ir segunda-feira de manhã no colégio para acertarmos tudo. Uhu!! Alívio...
***

Ontem foi dia de ficar de molho. Acordei com uma dorzinha chata de cabeça e me levantei pra ir pra aula - não queria faltar, já que faltarei duas semanas na sexta-feira por causa da viagem no mês que vem - mas resolvi aproveitar meu cunhado indo trabalhar e pedi pra me deixar no pronto-atendimento do hospital onde meu convênio atende. Não estava muito mal, mas achava que podia ser pressão alta - o que não ten…

Notícias do auto-exílio (1)

Ah, que saudade de postar algo!!
A Cris comentou quando conversamos da última vez que o blog dela é como um diário. É assim que me sinto com o meu também. Tanto que o meu de papel está de lado, quase esquecido.

***
Tenho passado bastante tempo na frente do computador mas pouco tempo na net. Finalmente comecei a escrever e amanhã vou na fac conversar com minha orientadora. Agora à noite ainda devo mandar pra ela o que já tenho pronto e vamos ver o que decidimos amanhã.

***
Amanhã também devo ir na escola onde estagiarei - meio novela isso, aff! Não é próxima de onde moro, mas o acesso é fácil e a escola boa. Acho que será bacana :)

***

Sábado fiz um curso de auto-maquiagem d'O Boticário. O pior é que eu esqueci dele durante a semana, mesmo já tendo pedido no Centro anteriormente pra uma colega ficar com minha turminha!

Sinceramente, logo depois que fiz a inscrição, há uns 2 meses, me arrependi, achei que era dinheiro gasto com besteira muito besteira mas não adiantava ficar me auto-critic…

... y otras cositas (5)

Na corrida agora que as aulas recomeçaram.

***
Estou ficando meio histérica já depois do primeiro dia de aula - este semestre só temos aula nas quintas e sextas-feiras.

O motivo da histeria? Pouco mais de um mês para entregar a monografia final. Para assustar mais, preciso até o final do mês um material já digitado que minha orientadora considere suficiente para ser apresentado este ano, do contrário só irei pra banca ano que vem.

Agora é escrever, escrever e escrever! Confio em mim - soei convencida? rsrs - mas sei que o tempo é curto!

***
Outro medo é de ser dispensada pela escola particular onde farei o estágio de docência de Português. Minha colega que faria espanhol já foi dispensada porque eles disseram que precisarão repor as aulas perdidas. Daí me sobrarão apenas escolas estaduais... Hoje peguei com a esposa de um colega, que trabalha na Secretaria Estadual de Educação, escolas que ela considera tranquilas para estagiar.
Provavelmente teremos até o final de outubro pra entregar os re…

Vi: A proposta

Eu gosto muito da Sandra Bullock! Acho-a engraçada, não uma Meryl Streep, mas uma atriz que se sai muito bem em comédias - vide Miss Simpatia - mesmo que esta não seja uma opinião que meus colegas do Cinema Fantástico compartilhem.
Bom, mas fui ver A proposta - The proposal, EUA, 2009 - domingo. Nada de original no enredo: a editora de livros Margaret é uma bruxa: humilha ou ignora subordinados, é insensível, durona e quem sofre mais diretamente com isso é seu assistente Andrew que, entre outras coisas, há três anos não visita a família por conta do ritmo de trabalho imposto pela chefe.
Mas como alguma coisa tinha que acontecer pra ter filme, Margaret é canadense e está com seu visto expirando. Sua decisão? Forçar Andrew a se casar com ela em troca do emprego, cargo de editor e da publicação de um livro dele.
As coisas precisam acontecer rápido porque um funcionário da Imigração decide pegar no pé deles e para tornar a farsa mais real, os "nubentes" rumam pro Alasca, terra no …

Não era amor (?!)

Como já comentei algumas vezes, não assisto novela, mas acabo vendo uma cena ou outra quando a tevê tá ligada e o diálogo ou as imagens atraem minha atenção por algum tempo.
Assim foi no começo do ano, com a história de amor do Raj - Rodrigo Lombardi - e da Duda - Tânia Khalil - em Caminho das Índias. Na época, eu até contei em um post o quanto sofri com a Duda, por lembrar do que eu passara também. Poxa, ela chorou, se descabelou, não entendeu porquê foi deixada pelo homem amado... Um sofrimento enoooorme!
Aí sexta-feira essa moça diz pra amiga Chiara que descobriu, finalmente, que não tinha amado o Raj, que tinha sido uma ilusão - ou palavra parecida.
Coméquié?! Ilusão?! Ter vendido tudo que tinha pra ir embora com o cara foi ilusão?! Ter sofrido por dias e noites pelo abandono foi ilusão?!?! Ir até o outro lado do mundo pelo cara foi ilusão?!?!?! Eu acho que como não acompanho a novela, perdi alguma coisa. Tá, eu sei que ela vai casar com o Murilo Rosa, o dr. Lucas - fácil lembrar: n…

Foot of the mountain - A-ha

Minha banda favorita e a canção que dá nome ao seu mais recente álbum:D

Foot of the mountain
Composição: Magne F./Pal Waaktaar Savoy

Keep your clever lines
Hold your easy rhymes
Silence everything
Silence always wins
It's a perfect alibi
There's no need to analyze
It will be all right
Through the longest night
Just silence everything

But we could live by the foot of the mountain
We could clear us a yard in the back
Build a home by the foot of the mountain
We could stay there and never come back

Learn from my mistake
Leave what others take
Speak when spoken to
And do what others do
Silence always wins
So silence everything

It will be all right
In the morning light
Just silence everything

But we could live by the foot of the mountain
We could clear us a yard in the back
Build a home by the foot of the mountain
We could stay there and never come back
We could stay there and never come back

... y otras cositas (4)

(Vamos ao post, ao som de um culto evangélico na praça atrás do meu serviço - só me incomoda porque, aparentemente, pensam que Deus é surdo e tudo é falado e cantado aos gritos...)

***
Depois de meses de frio, essa foi a primeira semana em que passei alguns dias seguidos de braços de fora. Esquentou. Saí de casa às 6h30 e não precisei de casaco. Gosto do clima como está, mas já sofro por antecipação - eita, ansiedade! - pelo Verão que nos aguarda, pelo menos aqui em Foz!

***
Sempre quis ter cabelo comprido. Quando eu era criança ele era curtinho que nem de piá, tanto que cansei de ouvir a pergunta: "Você é menino ou menina?". O cabelo cresceu, nunca esteve tão comprido como hoje, mas depois que sair do trabalho vou lá dar uma "podada". Nada muito radical, mais pra dar uma leveza. Se ficar bom, eu conto - na verdade, se não ficar, vou contar também! rsrs

***
Sou só eu ou mais alguém acha o ó aquele olhar dos pés à cabeça que algumas pessoas dão sem a menor cerimônia?! Co…

O esquilo curioso que apareceu na foto

Melissa Brandts e seu marido passavam um agradável feriado no Parque Nacional Banff, no Canadá, quando foram surpreendidos por um esquilo curioso. Eles acionaram o timer da câmera para tirar uma foto e o animal simplesmente surgiu em frente do equipamento. O lago, atrás do casal, e que pouco aparece na imagem tamanho o show dado pelo esquilo, é o Minnewanka.

Segundo Melissa, o bichinho foi atraído pela barulho do foco da câmera, que estava se ajustando automaticamente. O esquilo, obviamente, ficou em primeiro plano! A foto foi enviada ao site da National Geographic, segundo o Telegraph, e o casal ficou rindo durante dias da situação – que é mais difícil de acontecer do que dois raios caírem no mesmo lugar.

(http://colunas.epoca.globo.com/animal/)

O mundo é grande - CDA

"O mundo é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar."
(Carlos Drummond de Andrade)
___ Foto: Last Kiss by Gwarf

Eu vou, eu vou... lalá, lalá, lalá...

Amanheci gripada e, até ter certeza que não estava tão mal que pudesse ser a Influenza A, fiquei meio preocupada. Mas nada que amoxilina, cama e gargarejo não resolvam. O que mais me incomoda quando fico adoentada é que fico querendo colo, querendo carinho, dá vontade - muita! - de ser cuidada. Mais, c'est la vie!
Agora às coisas boas!! Dia desses um moço veio pedir umas informações aqui no meu trabalho e, quando se despedia, disse que eu era "una persona muy familiar"; eu entendi que ele quis dizer que eu tinha um rosto comum e que achava que isso era elogio - só se for lá no Peru, de onde ele vinha! - mas aí ele continuou dizendo que eu era uma pessoa muito apegada à família, aos pais, aos irmãos... Como ele era meio exotérico, preferi pensar que viu isso na minha aura - sim, creio nessas coisas - e não que estava puxando o saco. Mas é verdade, por menos que eu mesma tenha percebido por algum tempo, sou muito apegada aos meus pais, aos meus irmãos, aos sobrinhos... - me…

Delicadezas (1)

Quando comecei a seguir o Luluzices, a Lu, muito delicadamente, respondeu um comentário meu pedindo desculpas por não ter me dado as boas-vindas e aí me lembrou que, sempre que vejo alguém seguindo o blog "timidamente" - aqueles que chegam quietinhos, sem "falar" nada - tenho vontade de escrever algo mas sempre relaxo - usando a palavra no mau sentido.
Então, eu quero aproveitar esse post e citar nominho por nominho dos que acompanham o blog mas chegaram de mansinho! Gente, por favor, se eu falar de alguém que já comentou um post, me perdoe! Segundo o meu cunhado, eu tô ficando tão distraída quanto o meu pai e trocando nomes - não é, Elaine? rsrs - e pequenas informações!

Hazel, Silvinha, Rodrigo, Andréia, Sofia - acho esse nome tão doce! - Francisco, Cristina, Eleonora, Jane, Dindin Real, Carol e Anônimo - pero no mucho... rsrs - eu espero que vocês gostem do blog. Desculpem não ter tido a delicadeza que a Luciana tem, mas não foi de maldade! Se vocês continuam lend…

Meu paipai...

Alguém lembra do Cascata e do Cascatinha, personagens que o Chico Anysio e o Catrinho faziam no Chico City nos anos 80?

Lembrei hoje, no Dia dos Pais, que chamava o Painha assim na época.
Pra mim é muito, muuuuito difícil falar do meu pai e não me emocionar. Eu o amo imensamente e hoje sei ser um dos, infelizmente, poucos amores incondicionais da minha vida!
Eu sei que sou uma mistura dele e da Mãinha e dele herdei alguns traços faciais, a forma de, em algumas situações, me fechar e não deixar ninguém saber o que se passa no meu coração e na minha cabeça, a frieza em certas emoções... Mas herdei principalmente caráter, amor pela família, aprendi a valorizar a história que veio antes de mim...
Meu pai é muito engraçado, é distraído, é carinhosíssimo - olha ele aí do lado viajando com dois dos netos - é inteligente e é esforçado e, mesmo aos 62 anos e conhecendo suas limitações, ainda quer aprender sobre tudo.

A Martha Medeiros tem uma crônica muito linda na qual fala que a boa e próxima rel…

Meus perebentos

Este aí é o Milovski na sua ida ao veterinário ontem.
O coisico tá com um fungo no côco da cabeça e a Kitty com uma sarna no ouvido. Ela teve que passar por uma lavagem de ouvido - daquelas de injetar água dentro, tadinha - e teve que ser anestesiada, voltando pra casa grogue.
A parte cômica da viagem foi que, na ida, penei pra colocar os dois na caixinha. Já lá no veterinário, os dois brigavam pra entrar de volta na caixa!
Agora, uma coisa que eu queria entender, mas não sei se acontece com todo mundo que tem bichinhos: por que parece que todos os veterinários são queridos e às vezes a gente encontra uns médicos - de gente! - tão antipáticos?! Não posso reclamar dos médicos que frequento atualmente - aff, pareci uma hipocondríaca! hahaha Tô falando de ginecologista, dermatologista e oftalmo; só! - mas já passei por cada um... E os veterinários que conheço são sempre mais simpáticos!

Selos :)

Ganhei dois selos da Elaine - que eu tinha chamado antes de Eliane, aff, tô ficando esclerosada! rsrs - do Um pouco de mim. Quer dizer, um ela me deu "diretamente", o outro ela disse que era pra quem ainda não tinha ganho e, como tinha meme, aceitei.

São eles:

Mania: mexer as pernas o tempo todo. Pecado capital: orgulho.
Melhor cheiro do mundo: de chuva.
Se o dinheiro nao fosse problema: viajaria sempre que quisesse e ajudaria quem cuida de animais. Caso de infância: caí de um galinheiro aos 10 anos e levei os únicos 20 pontos da minha vida - bom, nessa quantidade, tá bom, né? - ah, e luxei o braço! Habilidade de dona de casa: lavar banheiro e inventar molhos para massas - por que será que sou uma fofa?? Desabilidade como dona de casa: cozinhar, no geral. Frase: Seriamente ou cinicamente repito muito uma da Anne Frank: "apesar de tudo, ainda creio na bondade humana". Passeio para a alma: cinema!! Passeio para corpo: Parque das Aves. O que me irrita: Mentira óbvia, principalmen…

... y otras cositas (3)

Desabafo: Ligaram agora aqui no serviço e perguntaram quais agências bancárias existiam na cidade.

Olha, eu sei que falam horrores de Foz por aí, mas algumas coisas precisam ser ditas:

1º) A cidade tem mais de 300 mil habitantes e é o segundo pólo turístico do país, ou seja, tem bancos, váááários, tem muuuitos hotéis - digo isso porque já me perguntaram em que cidade mais próxima se podia ficar hospedado, JURO! - tem rodoviária e aeroporto - já me perguntaram isso também.

2º) Tem muitas lojas boas no Paraguai, muitas mesmo. Compro muita coisa lá. Os preços são bons, mas não são irreais, então, se encontrou algo absurdamente barato, desconfie. Mas não acredito que só em Ciudad del Este aconteça isso no mundo!

3º) Foz não é encostada em Buenos Aires! São mais ou menos 1100 km daqui até a capital argentina.
***
Saúde 1: Eu admiro o José Alencar, o vice-presidente, e me emociono muito quando o vejo na tevê, fraquinho, mas firme na sua fé e no tratamento contra o seu câncer. Ontem ele deu uma e…

Por baixo dos panos - Martha Medeiros

Eu tava aqui no trabalho, tentando escolher só três crônicas da Martha Medeiros pra citar na minha monografia e encontrei um que gosto muito e que é tragicômico!

No final dele contarei uma experiência minha nessa situação de lingerie.
***

"O underwear feminino segue sendo uma das peças-fetiche do sexo. Volta e meia as revistas fazem enquetes com os homens para saber qual o tipo de lingerie que os faz subir pelas paredes: vermelha, dourada, com renda, sem renda, tigrada, zebrada, transparente. As mulheres, por elas, comprariam apenas as branquinhas de algodão, bem confortáveis, e não se falaria mais nisso, mas nos exigem uma postura mais agressiva: temos que dar nosso recado através da roupa de baixo. Tudo bem, não custa nada realizar as fantasias alheias e as nossas próprias, faz parte dos jogos do amor. Mal sabem eles que nosso problema com calcinhas e sutiãs é bem outro.

Ela estava no médico. Uma quinta-feira à tarde. Consulta no dermatologista. Uma manchinha branca entre os dedos…

O Luís

Minha relação com todos os meus - poucos - ex-namorados é muito boa, no geral. E JURO, sem vontade de revival nem nada: só continuo gostando de quem já amei muito, o que me parece uma atitude muito coerente.

O Luís é um ex. Namoramos em 1996 por pouco tempo e quando voltamos a conversar nos tornamos bons amigos. Ah, eu preciso explicar que o namoro foi antes da internet e nos conhecemos em Portugal, onde ele morava e de onde é; depois que terminamos, só quando passou a existir email nos reaproximamos.

Não tem nenhum outro homem que saiba tanto de mim, com quem me sinto tão à vontade de conversar, de ser chorona, chata - muito chata, admito - dengosa, repetitiva - calma, não se assustem, no fundo eu sou ótima pessoa! rsrs - e sincera. Se eu tô irritada, não disfarço com o Luís. Se tô mal-humorada também não. E o melhor é que não fico com a consciência culpada porque ele também é muito íngua comigo quando quer! O Luís é, provavelmente, a pessoa mais sarcástica que conheço e seu humor, mui…

Ô, lá em casa!! (2)

Acho o Caco Ciocler muito, mas muito fofo!

Não é porque ele está na novela das 9 fazendo o papel de um ex-paquerador contumaz - ah, gente, existe isso?! Eu já acreditei que sim, hoje não sei mais... - e com o nome do meu amadíssimo sobrinho mais velho que eu o acho fofo. É coisa antiga...

A primeira vez que lembro de tê-lo visto na tevê foi em A muralha, nem lembro em que ano isso! Ele era o vilão apaixonado pela Regiane Alves, que eu também conhecia ali. Foi amor à primeira vista!

O que mais gosto dele é que não é o galã estereotipado: não segue os padrões de beleza vigentes, mas ainda assim é lindo, tem cara de gente-boa, de homem doce.

Já tive um paquera que me lembra muito ele, mas nunca sei se lembra fisicamente ou só porque ambos são judeus. Mas na época da paquera, era ver o Caco e suspirar lembrando do outro moço! rsrs

Há uns 4 anos, acho, na época de América, o vi no aeroporto aqui em Foz, de chinelo, desarrumado, menor do que eu imaginava... Até fiquei na dúvida se era ele mesmo…